JUSTIÇA EXPULSA "MACONHA" DE OLINDINA POR SEIS MESES

Na tarde de ontem (18), a Justiça de Olindina, adotou mais uma
decisão polêmica, onde determinou que Antônio F. S, que na região é
conhecido por “Maconha”, fosse expulso da cidade. Na decisão, a
Justiça determinou que o indivíduo não apareça na cidade pelo prazo de
seis meses.
“Maconha”, que é morador do Povoado de ‘Galo Assanhado’,é acusado de
ameaçar de morte a sua ex-companheira.
A última tentativa de agressão de ‘Maconha’ para com sua
ex-companheira aconteceu na semana que antecedeu às eleições, onde o
acusado foi até Povoado tirar satisfações da companheira e cobrar dela o
valor que pagou da fiança em uma de suas prisões. Segundo os despachos
da Justiça, o acusado alegava que um cigano lhe havia emprestado o
dinheiro da fiança e, por isso, o ameaçava a companheira para que a
mesma lhe pagasse o valor que desembolsou.
Como faltavam menos de cinco dias para eleições, o réu foi liberado,
isso porque a Lei eleitoral assim o permite, contudo, o Juiz José
Brandão, que também atua em Olindina-BA, mandou a polícia levá-lo até
Nova Soure -Ba, onde mora atualmente, e determinou que não mais ‘pisasse
os pés’ no município por 6 meses, sob pena de ser conduzido para o
presídio de Serrinha-BA.
 
 
Por: Clécia Rocha

Um comentário:

  1. O Juiz José Brandão, está provando que ainda existe justíça, e aproveito para deixar o meu recado, quem pensa que é inpunível pode tirar o cavalinho da chuva, a caneta do magistrado é pesada e irá mandar os acostumados com apadrinhamento para atraz das grades.

    ResponderExcluir

vitrine