Confira os deputados federais que receberam votos na região e votaram a favor da terceirização


A Câmara aprovou na noite desta quarta-feira 22 o projeto de lei 4302/98, que permite às empresas a terceirização de todas suas atividades. A modificação na lei, uma das prioridades do governo Michel Temer (PMDB), foi confirmada com a aprovação do relatório do deputado Laercio Oliveira (SD-SE), que apresentou parecer favorável ao projeto.

A liberação da terceirização foi possível graças a um acordo entre os presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). 

Atendendo aos pedidos de Temer, eles decidiram priorizar o projeto de 1998, aprovado no Senado ainda no governo FHC, para facilitar a aprovação. Assim, foi deixado de lado o texto bancado em 2015 pelo então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Aprovado pela Câmara, este projeto está no Senado, mas ainda não foi discutido.

Nesta quarta-feira 22, a aprovação do PL 4302/98 se deu por 231 votos a favor e 188 contra. Apenas PT, PDT, PCdoB, PSOL, Rede e PMB orientaram voto contra a terceirização total. Todos os partidos da base aliada de Temer, a começar por PMDB e PSDB, votaram a favor do texto.

Na região os deputados abaixo tiveram votos significativos e votaram contra o trabalhador. Confira os nomes e guarde esta lista para 2018.

Claudio Cajado, José Carlos Aleluia, Paulo Azi, Cacá Leão, Mário Negromonte Jr., Roberto Britto, Ronaldo Carletto, Arthur Oliveira Maia, João Carlos Bacelar, José Carlos Araújo, José Rocha, Márcio Marinho, Pr. Luciano Braga (ABSTENÇÃO), José Nunes, Paulo Magalhães, Sérgio Brito, João Gualberto, Jutahy Junior e Benito Gama, votaram SIM pela aprovação da terceirização. 

Fonte: carta capital
 

Nenhum comentário

vitrine