CRISÓPOLIS: PROFESSOR TARADO AFASTADO DAS AULAS

 

Afastamento de professor ‘tarado’ da sala de aula. Esta foi uma decisão polêmica, adotada pelo Poder Judiciário do município de Crisópolis, que tem como magistrado o juiz José Brandão. A ação da Justiça determinou o afastamento do educador João Bispo das suas atividades laborativas, onde o mesmo é acusado de assediar três estudantes.
O processo de investigação foi iniciado pelo Conselho Tutelar local, que representou contra Jõao Bispo junto á Justiça, após receber denúncias dos responsáveis pelas estudantes do Colégio Professor Edgar Santos. Na denúncia, as conselheiras tiverem conhecimento de que o professor chega a se insinuar para medir o tamanho do  órgão genital das alunas com uma régua.
De acordo com relatório enviado a Vara da Infância, o Conselho Tutelar informou que João Bispo vinha realizando episódios pornográficos, assediando sexualmente suas alunas.“Segundo a denúncia estaria acontecendo fatos graves envolvendo as alunas e o já referido professor, e que isto estava se tornando rotina e pediu que este Conselho tomasse providências. O Diretor Lúcio Silva dos Santos, quando questionado sobre os fatos declarou que realmente estava com problemas com o referido educador e estava tentando resolver, já havia feito uma reunião com os pais e que disponibilizaria cópia da ata da reunião e que ele estaria disponível para esclarecimentos”, descreve o relatório enviado á Justiça.  Para punir o professor, após denúncias de assédio, o Ministério Público opinou pelo imediato afastamento das funções públicas do investigado.
Determinações:  Como punição, a Justiça determinou que João Bispo não tenha contato com pessoas determinadas quando por circunstância relacionada ao fato. Conforme o despacho do juiz, o professor também ficará proibido de ausentar-se da Comarca e afastado do exercício de função pública ou atividade de natureza econômica e financeira. Outras proibições da Justiça determinam que João Bispo  não poderá se embriagar o apresentar-se em público embriagado, além de não poder portar armas.



FONTE: blogjoilsoncosta

Nenhum comentário

vitrine